Fechar
Comitente VARA CRIMINAL DE ASSIS CHATEAUBRIAND-PR Imprimir Lotes
Classificação Judicial - ;
Status Aberto para Lances
Local Site: www.jeleiloes.com.br
Data 1º Leilão: 10/07/2020 às 09:00 (Somente pela internet)Data2º Leilão: 10/07/2020 às 14:00 (Somente pela internet)
0
FAIXA DE PREÇO
COMITENTES
CIDADES
Limpar

LOTE 1.10 - Imóvel c/ 07 alq. e parte ideal c/ 3,50 alq. em Tupãssi/PR (1° Leilão )

Fotos lote
Nenhum lance enviado seja o primeiro
Quem está vencendo: lavoueu
Você precisa estar logado e habilitado para enviar lances Entrar/Solicitar Habilitação

Previsão de encerramento

00:00:00

{{ValorReal}} Enviar Lance
{{ValorReal}} {{LabelBotaoLanceInicialOfertarAvaliacao}}
Acessar tela de Lances
Lote Tipo do Bem Valor de Avaliação Lance Inicial - 2ª Praça/Hasta Lance Atual Número de Lances Status Número de visitas
001 IMÓVEIS RURAIS R$ 980.000,00 R$ 735.000,00 R$ 0,00 0 OK 524
Lote 001
Tipo do Bem IMÓVEIS RURAIS
Valor de Avaliação R$ 980.000,00
Lance Inicial - 2ª Praça/Hasta R$ 735.000,00
Lance Atual R$ 0,00
Número de Lances 0
Status OK
Número de visitas 524
Descrição do lote
BEM10: a) Lote rural nº 231 (duzentos e trinta e um), com área de 7,00 alqueires paulistas, da Gleba Lambari, situado no Município de Tupãssi, com as divisas, metragens e confrontações constantes na matrícula nº 7.440 do 1º Ofício do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Assis Chateaubriand/PR. O dito imóvel, servido por estradas de categorias não pavimentadas (não asfaltadas), mas que oferece segurança e praticabilidade durante o ano todo importância significativa das distâncias, com grande distância da rodovia asfaltada, como se vê, a nomenclatura de uso da topografia do terreno semi-plano, com curvas de nível, sistema base larga, com caimento leve para fundo do lote, deflúvio lento a moderado, aproximadamente 5,00 (cinco) alqueires paulistas mecanizados, em bom estado de conservação do solo, restante: aproximadamente a área restante 2,00 alqueires paulistas, com cinco (05) açudes, com caimento leve e a moderado no confronto com a aludida parte extrema do fundo, contendo benfeitorias, fundo meio ambiente reserva (mato), fundo beira Rio Verde. 1.1)- Uma (01) casa residencial de construção em madeira antiga, medindo 107,00m2, estrutura de madeira, cobertura de telhas de cerâmica, forro de madeira beneficiada, contendo as seguintes peças: frente uma (01) área/varanda, fechada em grade de estrutura metálica, uma (01) lavanderia, uma (01) cozinha, uma (01) sala, um (01) corredor, três (03) quartos, um (01) banheiro, piso: soalho e cerâmica, instalações hidráulica e elétrica: água, luz e força, portas de estrutura de madeira em geral, com vítreos com grade de proteção, pintura antiga verde claro, observação necessário reparo forro de madeira alguns parte quebrado, pintura interna em ruim estado, portas danificadas, em regular estado de conservação. 1.2)- Uma (01) construção estilo barracão em alvenaria, medindo 275,40m2, estrutura de pré-moldado, cobertura de Eternit, sem forro: contento uma (01) salão principal para guarda de maquinário, um (01) churrasqueira, com janela de abertura na parede em cerâmica, e vítreos de estrutura metálica, com portões de estrutura metálica, e porta de estrutura metálica arranca piso: pedra brita, sem pintura, apena um reboco branco, instalações elétrica e hidráulica: água, luz e força, em regular estado de conservação, 1.3)- Um (01) Grande barracão de construção alvenaria e zinco estilo “deposito para guarda de maquinário”, estrutura metálica e pré-moldado, cobertura de Zinco, fechado em folhas de zinco, medindo 800,00m2, em forro, contendo apena uma (01) salão principal, piso: pedra brita, instalações, em regular estado de conservação, observação faltando algumas folhas de zinco que foram furtada segundo informação da parte que cuida da área. 1.4)- Uma (01) construção em alvenaria estilo “lavador de Maquinário”, sem acabamento em fase de acabamento (novo), medindo 21,16m, estrutura de laje, no reboco, contendo dois (02) banheiro, com cerâmica em fase de acabamento, piso: cerâmica, instalação hidráulica e elétrica: água, luz e força mas sem ligamento necessários para funcionamento, em bom estado de conservação (faltando acabamentos necessários). 1.5)- Uma (01) tulha de construção em madeira antiga, medindo 43,40m2, estrutura de madeira, cobertura de telhas de cerâmica e eternit, sem forro, contendo: uma (01) salão principal, piso: soalho de madeira antiga, com janelas de madeira com tela, e porta de madeira laterais, instalação hidráulica e elétrica: água, luz e força, anexo um (01) estrutura de madeira mangueira antiga em ruim estado, a dita tulha em regular estado de conservação. 1.6)- Uma (01) pocilga de construção em alvenaria, medindo 32,68m2, estrutura de madeira, cobertura de telha de cerâmica, sem forro, contendo quatro (04) divisões, piso: cimentado, contendo instalação hidráulica; água, em regular estado de conservação; b) Parte ideal correspondente a 3,50 alqueires paulistas, provenientes do lote rural nº 230 (duzentos e trinta) com área total de 6,00 alqueires paulistas, também da Gleba Lambari, situado no Município de Tupãssi, com as divisas, metragens e confrontações constantes na matrícula nº 7.363 do 1º Ofício do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Assis Chateaubriand/PR. O dito imóvel, servido por estradas de categorias não pavimentadas (não asfaltadas), mas que oferece segurança e praticabilidade durante o ano todo importância significativa das distâncias, com grande distância da rodovia asfaltada, como se vê, a nomenclatura de uso da topografia do terreno semiplano, com curvas de nível, sistema base larga, com caimento leve para fundo do lote, deflúvio lento a moderado, aproximadamente 3,50 (três virgula cinquenta) alqueires paulistas mecanizados, em bom estado de conservação do solo, sem benfeitoria
Observação
ÔNUS: “BEM01: R07-11.524 – Prot. 150.691 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; BEM02: R11-20.692 – Prot. 132.533 – Hipoteca em favor da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão do Oeste – Sicredi Oeste PR; R23-20692 – Prot. 20.692 – Hipoteca em favor da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão do Oeste – Sicredi Oeste PR; Av26-20692 – Prot. 150.691 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; R27-20692 – Prot. 151.562 – Penhora referente aos autos nº 0002910-73.2016.8.16.0048, junto a Vara Cível de Assis Chateaubriand, em que é credor a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão do Oeste – Sicredi Oeste PR; Av-29-20692 – Prot. 155.193 – Obstenção de registro referente aos presentes autos; BEM03: R06-13.677 – Prot. 125.900 – Hipoteca em favor da Credicoamo Crédito Rural Cooperativa; R07-13.677 – Prot. 130.261 – Hipoteca em favor da Credicoamo Crédito Rural Cooperativa; R09-13.677 – Prot. 133.756 – Hipoteca em favor da Credicoamo Crédito Rural Cooperativa; R10-13.677 – Prot. 135.312 – Hipoteca em favor da Credicoamo Crédito Rural Cooperativa; R11-13.677 – Prot. 136.911 – Hipoteca em favor da Credicoamo Crédito Rural Cooperativa, Av12-13.677 – Prot. 150.808 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; BEM04: R04-20.542 – Prot. 150.691 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; BEM05: Av04-25.024 – Prot. 150.808 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; BEM06: R17-22.751 – Prot. 150.691 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; BEM07: R05-17.848 – Prot. 150.691 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; Av-6-17.848 – Prot.155.193 – Obstenção de Registro referente aos presentes autos; BEM08: AV08-10.232 – Prot. 150.808 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; BEM09: R06-24.687 – Prot. 150.635 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; BEM10: a) R31-7.440 – Prot. 123.497 – Hipoteca em favor do Banco Cooperativo Sicredi S/A; R40-7.440 – Prot. 150.635 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; e b) R5-7.363 – Prot. 125.687 – Hipoteca em favor da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão do Oeste – Sicredi Oeste PR; R08-7.363 – Prot. 150.635 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; BEM11: a) R23-18.047 – Prot. 118.762 – Hipoteca em favor do Banco do Brasil; R24-18.047 – Prot. 150.635 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; b) R14-6.844 – Prot. 150.635 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; c) R08-7.051 – Prot. 150.635 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; BEM12: R19-1.784 – Prot. 133.624 – Hipoteca em favor do Banco do Brasil S/A; R21-1.784 – Prot. 147.013 – Hipoteca em favor da C. Vale Cooperativa Agroindustrial; R23-1.784 – Prot. 148.843 – Hipoteca em favor da C. Vale Cooperativa Agroindustrial; R24-1.784 – Prot. 150.635 – Sequestro de Imóvel, Ação Judicial nº 0001059-28.2018.8.16.0048 de pedido de Busca e Apreensão Judicial, referente a crimes de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores, junto a Vara Criminal de Assis Chateaubriand, em que é requerente GAECO; conforme matricula imobiliária juntada no evento 288.1. BEM13: Nada consta dos autos, conforme matrícula imobiliária do evento 129.1. Eventuais constantes da matrícula imobiliária posteriores a data de expedição do edital. Benfeitorias não averbadas na matrícula imobiliária, eventual regularização por conta do arrematante. Em caso de arrematação de bem imóvel ou veículos automotores ou outros bens dependentes de registro no órgão competente, para expedição da respectiva carta, deverá o arrematante recolher as custas referente à expedição da Carta de Arrematação, bem como comprovar o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis – ITBI, para bens móveis, recolhimento da GRC para cumprimento do Mandado de Entrega; é obrigação do arrematante arcar com os tributos cujos fatos geradores ocorrerem após a data da expedição da carta de arrematação. OBSERVAÇÃO: Os bens serão adquiridos livres e desembaraçados de quaisquer ônus, até a data da expedição da respectiva Carta de Arrematação ou Mandado de Entrega - (Artigo 908, parágrafo 1º do CPC/2015 e Artigo 130, parágrafo único do CTN). OBSERVAÇÃO 1: Consoante o disposto no artigo 892 do Novo Código de Processo Civil, a arrematação far-se-á mediante o pagamento imediato do preço pelo arrematante, por depósito judicial ou por meio eletrônico. Artigo 895 do Novo Código de Processo Civil: “O interessado em adquirir o bem penhorado em prestações poderá apresentar, por escrito: I – até o início do primeiro leilão, proposta de aquisição do bem por valor não inferior ao da avaliação; II – até o início do segundo leilão, proposta de aquisição do bem por valor que não seja considerado vil”; §1º A proposta conterá, em qualquer hipótese, oferta de pagamento de pelo menos 30% (trinta por cento) do valor do lance à vista e o restante parcelado em até 30 (trinta) meses, garantido por caução idônea, quando se tratar de móveis, e por hipoteca do próprio bem, quando se tratar de imóveis. §2º As propostas para aquisição em prestações indicarão o prazo, a modalidade, o indexador de correção monetária e as condições de pagamento do saldo. As parcelas serão atualizadas pela média aritmética simples dos índices INPC e IGP-DI – (Decreto nº 1544/1995), a partir da data da arrematação. § 4º No caso de atraso no pagamento de qualquer das prestações, incidirá multa de dez por cento sobre a soma da parcela inadimplida com as parcelas vincendas. § 5º O inadimplemento autoriza o exequente a pedir a resolução da arrematação ou promover, em face do arrematante, a execução do valor devido, devendo ambos os pedidos ser formulados nos autos da execução em que se deu a arrematação. Assinalo, ainda, que a apresentação de proposta escrita de arrematação, mediante prestações não suspende o leilão e somente prevalecerá caso inexistente proposta de pagamento do lance à vista. Inexistindo proposta de pagamento à vista e havendo mais de uma proposta de pagamento parcelado, estas deverão ser submetidas à apreciação deste juízo, sendo que prevalecerá a proposta de maior valor, ou em iguais condições, a formulada em primeiro lugar (art. 895, § 8º, I e II, NCPC). A ordem de entrega do bem móvel ou a carta de arrematação do bem imóvel, com o respectivo mandado de imissão na posse, será expedida somente depois de efetuado o depósito ou prestadas às garantias pelo arrematante, bem como realizado o pagamento da comissão do leiloeiro e das demais despesas da execução (art. 901, § 1º, NCPC). OBSERVAÇÃO 2: Qualquer que seja a modalidade de leilão, assinado o auto pelo juiz, pelo arrematante e pelo leiloeiro, a arrematação será considerada perfeita, acabada e irretratável, ainda, ainda que venham a ser julgados procedentes os embargos do executado ou a ação autônoma de que trata o § 4º deste artigo, assegurada a possibilidade de reparação pelos prejuízos sofridos (artigo 903 do Código de Processo Civil/2015), podendo o arrematante desistir da aquisição apenas nas hipóteses do § 5º do Art. 903 do CPC). O presente edital será publicado no site do leiloeiro www.jeleiloes.com.br, de forma a cumprir o preconizado pelo artigo 887, parágrafo 2º do Novo Código de Processo Civil, o qual estará dispensado à publicação em jornal. COMISSÃO DO LEILOEIRO: Os honorários do leiloeiro deverão ser depositados no ato da arrematação – tal como o preço, que corresponderão a 5% do valor do lance, descontados do valor obtido com a alienação.
Histórico de lances
Internauta Data Hora Valor do Lance Forma Pagamento IP do Internauta
{{Internauta}} {{Data}} {{Hora}} {{ValorLance}} {{FormaPagamento}} {{IPInternauta}}
Visualizar todos os lances

***** Atenção investidores/clientes, PARA PARTICIPAÇÃO NA MODALIDADE "ON LINE", é obrigatório o cadastro, encaminhamento de todos os documentos pessoais/jurídicos, e a solicitação de habilitação, junto ao site www.jeleiloes.com.br com antecedência mínima de 24 horas antes do último dia útil que antecederá o leilão, seja ele em 1º e/ou 2° Leilão.

Todo o material de propaganda não tem validade jurídica, pois se trata de mero material de divulgação, com informações limitadas e resumidas, vale o que consta no edital.