Comitente 2ª VARA CÍVEL DE ARAPONGAS-PR Imprimir Lotes
Classificação Judicial - ;
Status Aberto para Lances
Local Site: www.jeleiloes.com.br
Data 1º Leilão: 19/08/2020 às 09:00 (Somente pela internet)Data2º Leilão: 19/08/2020 às 14:00 (Somente pela internet)
0
FAIXA DE PREÇO
COMITENTES
CIDADES
Limpar

LOTE 3.1 - Imóvel c/ 1,013 alq. em Arapongas/PR (1° Leilão )

Fotos lote
Nenhum lance enviado seja o primeiro
Quem está vencendo: lavoueu
Você precisa estar logado e habilitado para enviar lances Entrar/Solicitar Habilitação

Previsão de encerramento

00:00:00

{{ValorReal}} Enviar Lance
{{ValorReal}} {{LabelBotaoLanceInicialOfertarAvaliacao}}
Acessar tela de Lances
Lote Tipo do Bem Valor de Avaliação Lance Inicial - 2ª Praça/Hasta Valor Débito Lance Atual Número de Lances Status Número de visitas
003 INDUSTRIAIS R$ 11.715.500,00 R$ 5.857.750,00 R$ 11.792.410,00 R$ 0,00 0 OK 892
Lote 003
Tipo do Bem INDUSTRIAIS
Valor de Avaliação R$ 11.715.500,00
Lance Inicial - 2ª Praça/Hasta R$ 5.857.750,00
Valor Débito R$ 11.792.410,00
Lance Atual R$ 0,00
Número de Lances 0
Status OK
Número de visitas 892
Descrição do lote
Imóvel descrito na matrícula de número 15.485, perante o 2º Cartório de Registro de Imóveis de Arapongas no Paraná”, tendo a seguinte descrição na respectiva Matrícula: "Lote de terras sob nº 62/B/1-A, com a área de 24.510,53 m2, ou seja, 1,013 Alqueires Paulistas, situado na Gleba Pirapó, neste Município e comarca de Arapongas”, com divisas e confrontações constantes da respectiva Matrícula, sendo uma lateral maior que a outra, a da direita com 226,89 metros e a da esquerda com 172,02, eis que a frente se apresenta em diagonal, com 132,50 metros e fundo com 123,50 metros, ou seja, a largura do terreno se apresenta com 123,50 metros. Sobre referido terreno, o qual, em sua maior parte possui nível plano, nível de uma rua de terra marginal à PR 444 que passa, apenas, numa pequena parte da frente do terreno, existe edificado um grande barracão industrial em primeiro plano, com uma construção anexa do lado esquerdo, com pátio aberto ao redor com piso asfaltado e, na parte do fundo, sendo a menor porção do terreno, o qual se encontra em nível mais alto que o nível do barracão, algumas unidades de construção, sendo uma casa residencial do único funcionário existente no local (caseiro), o Sr. José da Silva, uma grande área de administração (escritório), de dois pavimentos, uma área de churrasqueira e um refeitório amplo com salão de festas, grande pátio de circulação de veículos com piso asfaltado, no ponto em que o terreno se eleva para o fundo, uma área ajardinada, contendo muitas árvores e plantas ornamentais, tudo com área total por volta de 14.600,00 metros quadrados de construção, assim descritos: O barracão industrial, de formato quadrado, com área de 12.100,00 m2 (110,00 x 110,00 metros), segundo informação com idade média por volta de 15 anos (umas partes mais novas e outras mais antigas), com calçadas e meio-fio pela frente, lateral direita e fundo, paredes com altura em torno de 6,00 metros, os primeiros 4,00 metros com placas de cimento pré-moldadas e o restante (02,00 metros), com fechamento de chapas de aço do tipo trapezoidais, colunas de sustentação de concreto pré-moldadas de 6,00 metros de altura, junto às paredes com bitola mais larga e colunas internas junto à interligação dos telhados com bitola mais fina, pintura interna e externa em regular estado, composto por telhado de estrutura metálica em arco, com cinco arcos interligados com telhas metálicas, um maior contendo vão de 30,00 metros e os demais com vão de 20,00 metros, formando uma área só interna, portanto, o barracão possui, somente, quatro paredes, diversas telhas translúcidas para passagem de luz natural, várias delas quebradas e/ou arrancadas, provavelmente pelo vento, inclusive uma ou outra metálica também faltando, eitões fechados com chapas metálicas, na união entre os telhados com sistema de calhas com condutores para água de chuva que caem em caixas receptores pluviais externas contendo tubulação subterrânea; todo o piso de cimento usinado em regular estado; iluminação parte com calhas de lâmpadas fluorescentes tradicionais, parte com lâmpadas tipo mistas, parte da instalação elétrica danificada, se percebe diversos fios caídos e armários de disjuntores necessitando manutenção; na parede da frente só há dois portões amplos de chapas de aço, um ao lado do outro, do tipo basculante, na extrema direita, com uma cobertura à frente e uma porta comum pequena de aço na região do meio; parede da direita contendo 02 portões, um grande e outro menor, ambos do tipo de correr, com cobertura à frente; parede do fundo contém 05 portões grandes de correr; parte interna, junto à parede do lado direito, há alguns banheiros bem simples e pequenos, sendo três vasos sanitários masculinos e dois femininos, e dois pequenos lavatórios; junto à parede da frente se vê um mezanino com estrutura de chapa de aço, dimensão de 5,00 x 17,5 metros, parte de cima contendo três salas com divisórias de madeira e vidros e parte térrea com um espaço aberto e um cômodo mais rústico; também à frente, junto à parede, outro cômodo menor de alvenaria, onde ficava instalada alguma máquina; na parede do lado esquerdo, inseridos na parte mais alta de fechamento de chapas metálica, se vê vários exaustores. Externamente, à frente do barracão, na porção do terreno quase na extrema esquerda, há uma grande caixa d´água metálica cilíndrica, com capacidade de 100.000 litros, tendo ao lado uma bomba com motor de fusca coberto com uma estrutura de alvenaria; o barracão possui sistema de prevenção de incêndio com tubulação e vários pontos com hidrantes e mangueiramento. Adjunto à parede esquerda do barracão há uma extensão, construção comum e simples de alvenaria, teto baixo, com área em torno de 442,80 m2 (4,10 x 108,00 metros), maior parte com telhas metálicas (uma água), tendo as seguintes unidades, da frente para o fundo: um cômodo de alvenaria, com teto lajeado, sendo a central de energia do barracão, no momento sem transformador de energia neste local, contendo alguns armários com componentes eletrônicos, inclusive alguns armários na parte interna do barracão,; em seguida existem dois banheiros coletivos, um masculino e outro feminino, um ao lado do outro, com entrada pelo interior do barracão, teto com forro de PVC, cerâmica nas paredes até ao teto, lavatório de granito simples com várias cubas; em seguida uma cobertura semiaberta, rústica, uma parte sem forro e outra parte em laje, contudo, contendo grandes buracos na laje, com piso cimentado; em seguida, duas salas de manutenção (oficina), simples, uma parte sem forro e outra com forro de PVC, parte piso cimentado, parte cerâmica, contendo algumas janelas simples, acesso pela parte interna do barracão; em seguida, acesso pela parte externa se vê três cômodos bem rústicos com piso cimentado e sem forro, com portas não muitos amplas de chapa de correr, tipo locais de oficina e, por último, tipo uma garagem fechada, com telhas tipo calhetão, sem forro, piso cimentado, comporta dois carros, um atrás do outro, com portão de chapa de aço do tipo basculante manual. O barracão se apresenta em regular estado de conservação, necessitando reposição de telhas faltantes e conserto/manutenção de setores da parte elétrica. Na parte do fundo do terreno, em nível mais alto que o nível do barracão, bem próximo ao muro da divisa do fundo, após uma fileira de árvores, há algumas construções, num mesmo alinhamento, assim descritas: Casa residencial de alvenaria do único funcionário do local (caseiro), relativamente simples, com área em torno de 115,20 m2 (corpo da casa), coberta com telhas tipo romanas, lajeada, beiral também lajeado, paredes externas com textura de regular a bom estado, paredes internas com massa corrida e pintura em bom estado, toda com piso simples de cerâmica, sem detalhes de gesso, granito ou mármore, contendo: pequena varanda à frente, de fora a fora, com teto de forro de lambril; três quartos com venezianas simples nas janelas, nenhum deles suíte, portas com tingimento escuro; pequena sala à frente; único banheiro, com cerâmica nas paredes até ao teto, box de acrílico, válvula na descarga, lavatório comum; copa/cozinha num mesmo ambiente no meio da casa, sem cerâmica nas paredes e, na parte do fundo, mais uma cozinha, esta com forro de lambril; ao lado desta cozinha, está a área de serviços, semiaberta, com forro de lambril, onde situa-se o tanque. Logo atrás da casa, há um cômodo individualizado, de 16,00 m2 (4,00 x 4,00m), servindo como despensa, com piso cimentado, coberto com telhas tipo eternite 6mm, sem forro. Há um corredor cimentado do lado direito da casa e um pequeno pátio cimentado do lado esquerdo, tendo um portão simples de tela de arame no alinhamento da parede da frente da casa. Em toda frente da casa há uma cobertura alta com telhas tipo eternite de 6mm, dimensão de 9,00 x 5,50 metros (49,50 m2), sem forro, sem paredes, piso cimentado, servindo como garagem para três carros lado a lado. A casa se apresenta de regular a bom estado de conservação. Ao lado da casa está a área administrativa (escritório), construção ampla de alvenaria, dois pavimentos, pavimento térreo maior parte, contendo área total por volta de 985,00 m2, maior parte coberta com telhas tipo eternite de 6mm., menor parte (ao fundo) com telhas tipo calhetão, grande parte com teto lajeado e forro de gesso, paredes externas com textura em regular estado com algumas partes em grafiato, parede da frente contendo duas portas de aço de correr com vidros quadriculados e janelas com vidros quadriculados, de esquadria comum de aço, lateral direita contendo algumas janelas tipo blindex com vidros verdes; Entrada principal na ponta entre a parede da frente e da lateral direita, contendo uma cobertura tipo saguão semiaberto com teto com gesso contento, numa parte, um grande buraco, com piso cerâmico antiderrapante, junto à uma porta ampla dupla de vidro verde temperado por onde se chega à sala de recepção, com piso de porcelanato, 03 paredes com textura e 01 com grafiato, teto em gesso com luminárias embutidas, sanca de gesso, um balcão amplo em forma de “L”, com tampo de mármore travertino, com mesas internas acopladas também de mármore; em seguida há um tipo de copa para café, também com piso de porcelanato e balcão em “L”, contudo menor e tampo de granito, com uma pequena pia de granito ao lado; em anexo à esta copa há dois banheiros, masculino e feminino, com um lavatório de mármore entre os mesmos, com cerâmica nas paredes até 1,10 metros de altura e filete de mármore, piso de porcelanato; em anexo aos banheiros se vê uma sala estreita de arquivo; existem diversas salas de escritório (algumas se encontravam fechadas), com piso de regular qualidade de cerâmica branca, paredes com textura, portas de madeira com pintura em bom estado, algumas brancas e outras creme, com soleiras de mármore, maior parte com forro de gesso com luminárias embutidas de lâmpadas fluorescentes tradicionais, instalação apropriada para telefonia, internet, alarme e câmeras de monitoramento, ar-condicionado Split em diversas salas, certo que aparelhos já antigos; duas salas amplas ao fundo, divididas por uma parede divisória de madeira e vidros translúcidos, sendo que, em anexo a uma das salas há dois banheiros femininos um ao lado do outro, com cerâmica nas paredes até 1,10m. de altura, com lavatórios de mármore travertino; na parte esquerda da área administrativa, ainda no térreo, há as salas que eram de showroom, com piso cerâmico branco, algumas paredes divisórias de gesso, teto todo em gesso com luminárias embutidas tendo, também, algumas vigas e colunas de gesso estilizadas decorativas no ambiente, uma parte deste ambiente, atualmente, sendo utilizado como uma moradia, com um cômodo ao fundo tipo quarto e banheiro em anexo; através de uma sala bem ampla tipo de circulação na parte do meio do escritório no pavimento térreo, há uma escada de acesso ao pavimento superior, escada larga, contudo, com degraus um tanto íngremes, se chega a uma sala ampla, com piso branco de cerâmica, porta de alumínio de vidros, de correr, junto à escada, forro de PVC com diversas calhas com lâmpadas fluorescentes tradicionais, janelas de esquadria de aço com vidros quadriculados tendo, em anexo, 03 pequenas salas que eram “Divisão de T.I.”, com teto de forro de madeira e outra sala que se encontra fechada, intitulada “Arquivo”. O pavimento superior possui, apenas, 157,50 m2 e não há banheiro no local. Apresenta0se de regular a bom estado de conservação, necessitando algumas manutenções. Em seguida, se chega a uma área de lazer, situada entre o escritório e os salões de refeitório e festa, tratando-se de uma área coberta de churrasqueira, com área em torno de 61,60 m2, coberta com telhas tipo eternite de 6mm., sem forro, estrutura do telhado com tesouras de aço, sem paredes laterais, a não ser a do fundo, as outras fechadas com toldo até o chão, com piso de cerâmica antiderrapante, tendo uma churrasqueira grande de tijolinhos à vista, com bordas de granito, ao lado um pequeno fogão à lenha, com tampo de granito, à frente da churrasqueira um amplo balcão de tijolinhos à vista, com tampo de granito e outro balcão mais baixo interno, também amplo, com armários sob o mesmo e uma pia; ao lado da área da churrasqueira, há uma cozinha com área em torno de 8,00 m2, com forro de PVC, uma pia de granito com armários sob a mesma e um balcão de granito contendo um fogão embutido. Apresenta-se de regular a bom estado de conservação; do outro lado da área da churrasqueira se vê uma caixa d´água metálica cilíndrica de 3.000 litros de capacidade. Em seguida existe a construção referente aos salões do refeitório e de festas, respectivos banheiros, cozinha e despensa, com área total em torno de 516,00 metros quadrados (fora uma cobertura/puxado ao redor), coberto com telhas pintadas tipo eternite de 6mm., piso de cerâmica, paredes externas com textura em regular estado, sendo: salão do refeitório, com paredes de 4,00 metros de altura, com cumieira com pouco mais de 5,00 metros de altura, teto com forro, aparentemente, de chapas de madeira com textura, com calhas embutidas de lâmpadas fluorescentes tradicionais, paredes também com textura em regular estado, diversos ventiladores fichados nas paredes, contém 03 portas duplas de correr de vidro temperado verde 04 janelas, também de vidro temperado, duas delas amplas de modelo de correr; o outro salão ao lado, um pouco menor, dividido com o salão do refeitório por parede de gesso, teto, paredes e piso iguais, contendo 03 portas duplas de vidro de correr, 01 janela ampla de vidro temperado e duas menores tendo, em anexo, uma sala ampla tipo de TV, com teto em gesso com moldura, piso cerâmico, duas janelas tipo blindex contendo, numa das paredes um balcão não muito largo de granito e quatro tomadas adjunto ao mesmo; para ambos os salões há dois banheiros coletivos lajeados de bom acabamento, masculino e feminino, um ao lado do outro, com cerâmica nas paredes até 1,5 metros de altura, 03 sanitários individualizados com divisórias de granito com portas de alumínio e lavatório de granito de 03 cubas, com espelho amplo; atrás do salão do refeitório está a cozinha ampla, paredes com azulejos brancos até ao teto, parede para o salão contendo dois pequenos guichês de atendimento, revestidos de granito, noutra parede duas pias de granito, uma ao lado da outra, com balcão de granito nas extensões laterais, com armários sob as mesmas, janelas de esquadria de alumínio; ao lado da cozinha há uma despensa ampla, contendo uma porta simples de aço que dá para um corredor ao fundo (área externa); do outro lado da cozinha, através de uma porta se chega a um pequeno corredor onde se vê dois banheiros pequenos e uma lavanderia, esta em ambiente fechado, com cerâmica branca nas paredes até ao teto, tanque duplo de marmorite com balcão ao lado de alvenaria, revestido de cerâmica; banheiros, masculino e feminino, único vaso sanitário cada um, com divisória de granito e porta de alumínio, lavatórios amplos de granito, sem espelho, cerâmica nas paredes até 1,5 metros de altura. Externamente, ao redor dos salões há um tipo de varanda coberta, semiaberta, apenas cobertura de telhas tipo eternite de 6mm., em torno de 4,40 m. de largura, total de uns 319,00 m2, sem forro, sem colunas de sustentação, com tesouras de aço fixadas nas paredes, iluminação com lâmpadas fluorescentes, piso de cerâmica antiderrapante. Esta unidade dos salões, cozinha, banheiros, etc. se apresentam de regular a bom estado de conservação. Entre a unidade do escritório e a unidade dos salões, e à frente da área da churrasqueira, há um pequeno pátio com piso com tijolinhos ecológicos (pavers), em torno de 114,00 m2. De jardinagem/paisagismo, na parte da frente do terreno há alguns jardins gramados, parte com fileira de pingos de ouro, poucas palmeiras não bem desenvolvidas e algumas arecas; ao fundo, se vê uma fileira de árvores e algumas plantas ornamentais no ponto em que o terreno fica mais alto, algumas árvores bem desenvolvidas; ao lado dos salões, há uma fileira de árvores “Ficus” de médio desenvolvimento, dividindo um espaço de estacionamento e junto ao alambrado da divisa da esquerda, existem pingos de ouro nos primeiros 119,00 metros, já bem desenvolvidos. Com relação ao piso asfaltado existente no pátio, à frente do terreno, laterais e fundo, o total gira por volta de 6.583,00 m2, se encontrando, em geral, em bom estado, com a existência de algumas bocas de lobo junto às guias de meio-fio para captação de água de chuva, com tubulação subterrânea. Uma questão inusitada do referido terreno é que, na aparência, se configura como que teria uma frente para a rua marginal da PR 444 e que a dimensão entre as suas laterais seria entre o muro alto do lado direito e a cerca de alambrado do lado esquerdo. Contudo, esta realidade fática não condiz com as divisas reais do terreno, eis que possui frente mínima para a rua marginal, praticamente apenas um portão de tela de arames de correr na extrema frente esquerda, a frente do terreno se apresenta em diagonal a poucos metros de recuo da rua marginal, existe uma faixa de outro terreno da mesma empresa executada que passa à frente, em formato de triângulo, faixa esta de terreno que possui frente para a rua marginal, no qual abrange uma guarita, a qual não faz parte do terreno penhorado. Portanto, a divisa da frente do terreno não possui muro ou cercas divisórias, se encontrando em comum com o respectivo terreno triangular, parecendo se constituir a parte da frente do terreno penhorado; a divisa da direita do terreno, na realidade, passa a uns 4,00 metros após a parede direita do barracão, englobando uma pequena parte do caminho asfaltado à direita do barracão que vai até a parte do fundo do terreno (não chega nem à metade da largura do caminho) e, portanto, ainda sobra mais de 15,00 metros até chegar ao muro feito do lado direito (o qual trata-se de uma faixa de terras distinta do terreno penhorado); talvez a questão mais inusitada em relação às divisas, se trata da divisa da esquerda, em que há uma cerca de alambrado em toda extensão a qual foi instalada num alinhamento em torno de 1,5 metros para dentro do terreno penhorado, conforme declaração feita pelo executado/representante legal da empresa executada, o Sr. Valdecir Moreira Fernandes, fato este confirmado pelo Sr. José da Silva, funcionário/caseiro no local e pelo proprietário vizinho da esquerda, o Sr. Martin Gellert. A divisa do fundo é composta por muro alto e um portão de correr, de chapa, bem atrás da casa do caseiro. Constatei que a empresa executada que existia no local encerrou todas as suas atividades, o barracão industrial se encontra, totalmente, vazio, sem nenhum funcionário em trabalho ou existência de qualquer máquina, bem como a área administrativa aos fundos e a área de lazer. Somente se vê residindo no local o funcionário/caseiro, o Sr. José da Silva, juntamente com sua esposa. O endereço do imóvel se apresenta como Km. 08 da PR 444, distante em torno de 4,00 kms. do centro da cidade (Igreja Matriz), situado em frente ao grande depósito da Romera Móveis, do outro lado da rodovia
Local para visitação
Referido bem se encontra depositado nas mãos dos executados, podendo ser encontrados na Rua Tucanos, 745, apto. 502 – Arapongas – Pr, como fiel depositários, até ulterior deliberação. Advirta-se o(a) depositário(a) de que, fica ele (ela) obrigado(a) a permitir a eventuais interessados o acesso a eles, durante o horário comercial (de segunda a sexta das 9h às 18h, e aos sábados das 9h às 12h), após a publicação do edital.
Observação
ÔNUS: R.14/15.485 – Hipoteca em favor do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE; R.18/15.485 – Hipoteca em favor do credor; R.21 – Hipoteca em favor do credor; Av.24/15.485 – Penhora em favor do credor referente aos presentes autos; Av.25/15.485 – Averbação do Ajuizamento dos autos nº 1088156-11.2018.8.26.0100 de Execução de Titulo Extrajudicial em que é credor Recuperadora de Créditos e Invest S/A, em trâmite perante o juízo da 28ª Vara Cível de São Paulo – SP, conforme matrícula imobiliária juntada no evento 47.5. Eventuais outros constantes da matrícula imobiliária após a expedição do respectivo Edital. Benfeitorias não averbadas na matrícula imobiliária, eventual regularização por conta do arrematante. Débito junto ao Estado do Paraná no valor de R$ 2.526.924,53, conforme evento 85.2; Débito junto ao Município de Arapongas, no valor de R$ 175.806,04, conforme pleito do evento 88.1 e Débito junto a União no valor de R$ 21.231.334,74, conforme pleito do evento 90.1. Em caso de arrematação de bem imóvel ou veículos automotores ou outros bens dependentes de registro no órgão competente, para expedição da respectiva carta, deverá o arrematante recolher as custas referente à expedição da Carta de Arrematação, bem como comprovar o pagamento do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis – ITBI, para bens móveis, recolhimento da GRC para cumprimento do Mandado de Entrega; é obrigação do arrematante arcar com os tributos cujos fatos geradores ocorrerem após a data da expedição da carta de arrematação. OBSERVAÇÃO: Os bens serão adquiridos livres e desembaraçados de quaisquer ônus, até a data da expedição da respectiva Carta de Arrematação ou Mandado de Entrega – (Artigo 908, parágrafo 1º e Artigo 130, parágrafo único do CTN). OBSERVAÇÃO 1: Consoante o disposto no artigo 892 do Novo Código de Processo Civil, a arrematação far-se-á mediante o pagamento imediato do preço pelo arrematante, por depósito judicial ou por meio eletrônico. Artigo 895 do Novo Código de Processo Civil: “O interessado em adquirir o bem penhorado em prestações poderá apresentar, por escrito: I – até o início do primeiro leilão, proposta de aquisição do bem por valor não inferior ao da avaliação; II – até o início do segundo leilão, proposta de aquisição do bem por valor que não seja considerado vil”; §1º A proposta conterá, em qualquer hipótese, oferta de pagamento de pelo menos 25% (vinte e cinco por cento) do valor do lance à vista e o restante parcelado em até 30 (trinta) meses, garantido por caução idônea, quando se tratar de móveis, e por hipoteca do próprio bem, quando se tratar de imóveis. §2º As propostas para aquisição em prestações indicarão o prazo, a modalidade, o indexador de correção monetária e as condições de pagamento do saldo. As parcelas serão atualizadas pela média aritmética simples dos índices INPC e IGP-DI – (Decreto nº 1544/1995), a partir da data da arrematação. § 4º No caso de atraso no pagamento de qualquer das prestações, incidirá multa de dez por cento sobre a soma da parcela inadimplida com as parcelas vincendas. § 5º O inadimplemento autoriza o exequente a pedir a resolução da arrematação ou promover, em face do arrematante, a execução do valor devido, devendo ambos os pedidos ser formulados nos autos da execução em que se deu a arrematação. Assinalo, ainda, que a apresentação de proposta escrita de arrematação, mediante prestações não suspende o leilão e somente prevalecerá caso inexistente proposta de pagamento do lance à vista. Inexistindo proposta de pagamento à vista e havendo mais de uma proposta de pagamento parcelado, estas deverão ser submetidas a apreciação deste juízo, sendo que prevalecerá a proposta de maior valor, ou em iguais condições, a formulada em primeiro lugar (art. 895, § 8º, I e II, NCPC). A ordem de entrega do bem móvel ou a carta de arrematação do bem imóvel, com o respectivo mandado de imissão na posse, será expedida somente depois de efetuado o depósito ou prestadas as garantias pelo arrematante, bem como realizado o pagamento da comissão do leiloeiro e das demais despesas da execução (art. 901, § 1º, NCPC). OBSERVAÇÃO 3: Qualquer que seja a modalidade de leilão, assinado o auto pelo juiz, pelo arrematante e pelo leiloeiro, a arrematação será considerada perfeita, acabada e irretratável, ainda, ainda que venham a ser julgados procedentes os embargos do executado ou a ação autônoma de que trata o § 4º deste artigo, assegurada a possibilidade de reparação pelos prejuízos sofridos (artigo 903 do Código de Processo Civil/2015), podendo o arrematante desistir da aquisição apenas nas hipóteses do § 5º do Art. 903 do CPC). O presente edital será publicado no site do leiloeiro www.jeleiloes.com.br, de forma a cumprir o preconizado pelo artigo 887, parágrafo 2º do Novo Código de Processo Civil, o qual estará dispensado à publicação em jornal. COMISSÃO DO LEILOEIRO: 5% (cinco por cento) do valor da arrematação, a cargo do arrematante; em 2% (dois por cento) do valor da adjudicação, a cargo do interessado; e em 2% (dois por cento) do valor do acordo ou do pagamento.
Histórico de lances
Internauta Data Hora Valor do Lance Forma Pagamento IP do Internauta
{{Internauta}} {{Data}} {{Hora}} {{ValorLance}} {{FormaPagamento}} {{IPInternauta}}
Visualizar todos os lances

***** Atenção investidores/clientes, PARA PARTICIPAÇÃO NA MODALIDADE "ON LINE", é obrigatório o cadastro, encaminhamento de todos os documentos pessoais/jurídicos, e a solicitação de habilitação, junto ao site www.jeleiloes.com.br com antecedência mínima de 24 horas antes do último dia útil que antecederá o leilão, seja ele em 1º e/ou 2° Leilão.

Todo o material de propaganda não tem validade jurídica, pois se trata de mero material de divulgação, com informações limitadas e resumidas, vale o que consta no edital.